quinta-feira , 25 maio 2017
Home / Política / Polícia Civil divulga balanço das ações no pleito eleitoral em todo o Estado

Polícia Civil divulga balanço das ações no pleito eleitoral em todo o Estado

A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado-geral da instituição, Francisco Sobrinho, divulgou na manhã desta segunda-feira, dia 3, o balanço das ações realizadas ao longo de domingo, dia 2, durante as eleições municipais no Estado. De acordo com a autoridade policial, foram formalizados, em todos os 62 municípios do Amazonas, 85 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) por crimes eleitorais. Em 37 cidades do interior do Estado, os servidores da instituição realizaram, durante o pleito eleitoral, 35 flagrantes que resultaram nas prisões de 53 pessoas e nas apreensões de, aproximadamente, R$ 63 mil em espécie, além de veículos, embarcações, drogas e munições.
Conforme Francisco Sobrinho, nessas eleições a Polícia Civil atuou com mais de 600 servidores, de forma integrada com outros órgãos que compõem o Sistema de Segurança Pública do Estado. Segundo o delegado-geral, os trabalhos iniciaram na última terça-feira, dia 27 de setembro, com a deflagração da operação “Conscientização”, que teve por objetivo informar donos de estabelecimentos comerciais em Manaus sobre as restrições decretadas pelo Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Amazonas (TRE-AM), relacionadas à venda e consumo de bebidas alcoólicas durante o período da Lei Seca.
Na noite do último sábado, dia 1º, e na madrugada de domingo, dia 2, a Polícia Civil desencadeou a operação “Lei Seca””, que resultou no fechamento de 79 estabelecimentos comerciais na capital por estarem comercializando bebidas alcoólicas no período que antecedeu as eleições municipais.
Ontem os servidores atuaram nos 30 Distritos Integrados de Polícia (DIPs) da capital, das 8h às 18h. As delegacias, que funcionam como Centrais de Flagrantes: 1º, 6º, 9º, 10º, 12º, 14º, 15º, 19° DIPs, além das Delegacias Especializadas em Crimes contra a Mulher (DECCM), em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) e em Apuração de Atos Infracionais (Deaai) mantiveram o funcionamento ao longo de 24h. De acordo com o diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), delegado Geraldo Eloi, foram registrados nas delegacias de Manaus oito TCOs por crimes de “boca de urna”, compra de votos, violação do sigilo do voto e venda de bebida alcóolica.
“As ações da Polícia Civil na capital foram muito positivas. As ocorrências transcorreram dentro do que havíamos programado nas operações deflagradas durante a semana, antes do dia de votação e também nos trabalhos realizados no dia do pleito. Tivemos apenas ocorrências corriqueiras e conseguimos, junto ao TRE-AM, resolver todos esses casos. O trabalho ainda não terminou, porque aqui na capital teremos o 2º turno das eleições e iremos trabalhar com o mesmo afinco para que ocorra tudo dentro da normalidade”, informou o diretor do DPM.
Segundo o diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI), delegado Mariolino Brito, em 37 municípios do interior do Estado 77 pessoas assinaram TCOs por crimes de propaganda eleitoral, distribuição de propaganda eleitoral e “boca de urna”. Ainda no interior, no decorrer do pleito, foram realizados 35 flagrantes, que resultaram nas prisões de 53 pessoas envolvidas em crimes de transporte irregular de eleitores, corrupção eleitoral e compra de votos.
Ao longo dos trabalhos nos municípios foram apreendidas 53 motocicletas, 20 embarcações, recibos de passagens para eleitores, quatro veículos, uma arma de fogo, munições e, aproximadamente, R$ 63 mil em espécie, oriundos de crimes eleitorais.
O diretor do DPI destacou que no interior do Estado ocorreram crimes habituais de eleições. “Os delitos que couberam à atuação da Polícia Civil foram conduzidos às respectivas delegacias e foram realizados todos os procedimentos cabíveis. A Polícia Civil trabalhou em conjunto com os promotores do Ministério Público (MP) e juízes das respectivas Comarcas para melhor atender às necessidades da Justiça Eleitoral”, pontuou Mariolino Brito.
Francisco Sobrinho ressaltou que os bons resultados das ações realizadas pela Polícia Civil em todo o Estado foram consequência do compromisso do servidor em prestar um excelente serviço à população amazonense. “A Polícia Civil atuou de forma consciente, plena e bastante ativa nessas eleições municipais. Tivemos êxito nas ações em razão dos esforços dos nossos servidores e também pelos serviços desempenhados em conjunto com todos os órgãos de segurança envolvidos nesse trabalho”, enfatizou.

Veja Também

Governador José Melo recebe estudantes medalhistas nos Jogos Escolares da Juventude

O governador José Melo recebeu nesta quarta-feira, 5 de outubro, estudantes do Amazonas que ganharam ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *